segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Manneken Pis

A atracção mais conhecida da cidade é de facto uma pequena estátua. Fica também a réplica em chocolate. Afinal, a Bélgica também é conhecida pelos seus chocolates. Com todas as lojas de chocolate que existem só no centro de Bruxelas pergunto-me se haverá gente para comer tanto chocolate. Há com toda a certeza. O ser humano é mesmo guloso!

Urinol curioso

Não, não estão à procura da mosca!

A Catedral de Bruxelas

Grand Place

A praça principal de Bruxelas onde no verão fazem um tapete de flores que cobre quase a praça toda (750 000 flores), ainda não tinha cá vindo depois de terem limpo e restaurado os edifícios. Está mais bonito ainda.

Na terra de Tim Tim


Após mais uma final complicada mas divertida, e antes do regresso a casa, passei pela terra de Tim Tim. Um dia em Bruxelas sabe sempre bem apesar do tempo cinzento e frio.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Como é possível?

Lesionei-me aos 3 minutos do primeiro jogo. Aqui todos perguntam como foi e quando explico que foi de uma maneira muito estúpida, dizem-me sempre que é sempre estúpido quando nos aleijamos. Mas depois de ouvirem a história da minha lesão mais atentamente dizem sempre: " Sim é realmente muito estúpido, mais do que pensava". E a historia é muito simples. No jogo estava perto do poste e num ápice, vem de lá uma gaja em excesso de velocidade e de costas. Para me desviar tive de saltar para trás e fiz uma contractura no gémeo. Coisas da idade! Se eu contasse as coisas assim, desta maneira, não haveria nada de anormalmente estúpido. Mas para despachar digo que me aleijei a fugir de uma mulher e isso todos dizem logo que é muito estúpido.
Para complicar ainda mais, digo que foi para fugir de uma mulher russa que avançou depressa de mais para mim e eu assustei-me e fugi. É verdade. Mas a maneira como se diz as coisas é muito importante. nem tudo o que parece é.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Choque laranja

Não sei como foi possível mas certamente o pintor errou na mistura das cores. Nenhum belga de boa saúde mental iria pintar a entrada de um centro desportivo de laranja. A cor Nacional dos seus inimigos favoritos e de estimação, os holandeses. Fica a foto da entrada do centro de estagio onde estamos todos hospedados em Herentals.

Cores quentes no frio

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Matar a mosca

Os homens adoram, as mulheres nem sabem o que é! Cá estou eu para lhes explicar!
Depois de umas horas sentado num apertado lugar de avião, não existe nada melhor para aliviar as vias urinarias do que assassinar uma mosca indefesa com um quentinho jacto de urina amarelo da desidratação provocada pelo voo.
E ela, lá está. Quietinha à espera que um qualquer viajante mais apertado alivie a sua tensão urinária.
De facto, é só uma tentativa por parte de quem tem tempo para pensar nestas coisas para evitar que os "machos" façam xixi para fora do local para esse efeito desenhado. Poupando os elementos da limpeza e tendo os WC mais limpos e por mais tempo. Enquanto estão a fazer pontaria para acertar na mosca , os ditos "machos" direccionam o seu xixizinho para o local apropriado.
Já é usado em muitos lugares de paragem.

Belgica - Herentals

De volta à Flandres para mais uma Europa Cup. Numa cidade com 800 anos, a qual mais tarde mostrarei fotos.

domingo, 3 de janeiro de 2010

Diamante Negro

Um dos edifícios mais conhecidos da cidade é a biblioteca, também apelidada de Diamante Negro. Este nome provem do reflexo solar nas manhas de verão.

A Morte espreita

Rosenborg Slot

O Castelo de Rosenborg onde estão guardadas as jóias da coroa.

Tivoli

O parque de diversões de Copenhaga. Onde Walt Disney se inspirou para criar a Disney World. Um dia disse: - "Todos os parques de diversão deveriam ser assim".

A pequena sereia

The little Mermaid. Desde 1913 que esta estátua está aqui na margem do rio e com o passar do tempo tornou-se um símbolo da cidade.
Incrivelmente pequena, é uma homenagem ao conto escrito por Andersen e depois passado para o cinema pela Disney.
Já sofreu muitos atentados, foi decapitada duas vezes, cortaram-lhe o braço direito, empurraram-na para o rio, pintaram-lhe a cauda de vermelho e foi coberta de tinta diversas vezes. Mas, continua lá para todos poderem apreciar. Em Abril de 2010 vai para a China para uma exposição. Vai deixar a sua rocha mas volta!

sábado, 2 de janeiro de 2010

Proibido é proibido!

Aqui é tão estranho ver-se uma pessoa a atravessar a rua com o sinal vermelho para os peões como ver um carro a passear descontraidamente por um qualquer passeio. É proibido atravessar a rua sem ser em passadeiras e com o sinal verde. Mesmo que não haja carros a circular. Espera-se na mesma. Caso contrário vem a polícia e multa. Eu, logo no primeiro dia a atravessar a estrada, escorreguei e ia pondo um pé fora da passadeira. Diz quem viu, que já vinha um policia com o bloquinho e caneta na mão. Felizmente, consegui equilibrar-me e não saí da passadeira! O mesmo se aplica aos carros, as multas são altas e aplicam-se mesmo, algumas infracções dão cadeia imediatamente.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

-8


Imagem do termómetro na praça central em frente da Câmara Municipal de Copenhaga. Fresquinho, fresquinho, são só menos 8 mas o vento gelado faz com que pareça muito menos.

2010




O fogo de artificio começa muito antes da meia noite e acaba muito depois, vê-se em todo o lado da cidade e até para lá do mar na Suécia, atravessando uma ponte chega-se em 35 minutos à cidade de Malmo. Ao fim de algum tempo o fumo é tanto que a linha do horizonte começa a ficar cada vez mais próxima apesar de toda a luz provocada pelos pirotécnicos. Um espectáculo bonito assistido do nosso quarto no 15º piso do hotel Scanic com vista para o centro da cidade.