terça-feira, 30 de novembro de 2010

Histórias de verdade


Em Udaipur (Rajastão- Índia) extende-se ao longo da margem do lago Pichola, o enorme Palácio da Cidade.
Composto por vários palácios menores numa extensão de 2 ha, já foi descrito como sendo “um pesado bolo com uma fabulosa cobertura”, pois a robusta fachada de fortaleza está ricamente decorada com graciosas varanda, cúpulas e torres.  Não admira que actualmente alguns dos palácios estejam transformados em hoteis de luxo.
Aqui, ao longo de séculos passaram-se dentro destas sumptuosas salas e estreitos corredores, muitas historia de Maharanas e princesas.
Como a da princesa Krishna Kumari que em 1807 com apenas 16 anos se suicidou numa destas salas, quando as casas de Jaipur e Jodhpur entraram em guerra provocada por pretendentes que disputaram a sua mão.

Ou quando o Maharana Jawan Singh se lembrou de oferecer metade do seu reino, a uma bailarina se ela conseguisse atravessar o lago Pichola sobre uma estreita corda.
A pobre estava quase a conseguir quando alguns cortesãos preocupados com o desenrolar da situação cortaram a corda e ela morreu afogada no lago.

E outras que depois pode ser que conte.

Hoje passei a manha lá dentro, amanha vou de barco ver por fora.
Se se portarem bem mostro fotos. 

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Prince Khusru e o Taj Mahal


Em Allahabad (Índia) existe o Túmulo de um príncipe que está directamente relacionado com o Taj Mahal, mas no sentido inverso.
Eu explico!
Em 1605 o Imperado Akbar adoeceu.
Khusru juntamente com o seu sogro Raja Man e outros partidários, tentaram tudo para o colocar no trono. Passando assim à frente de seu pai na sucessão.
Mas, Akbar no leito de morte, nomeou Salim como seu sucessor.
Após a morte de Akbar, Salim subiu ao trono e Alguns meses depois Khusru levantou uma rebelião para tomar o trono, tendo sido derrotado, aprisionado e cegado.
Viria a morrer no cativeiro em 1622.
Se Khusru tivesse sido bem sucedido na sua tentativa de subir ao trono, o seu irmão mais novo Khurram não teria sido o Shaha Jahan e não teria construído o Taj Mahal.
As pequenas coisas às vezes fazem uma grande diferença!

sábado, 6 de novembro de 2010

Voltei


Hoje resolvi reactivar este blog que durante bastante tempo me deu muito prazer em fazer e ir actualizando.
Continuo no Projecto Caminhos Cruzados mas aqui vou colocar alguns pequenos apontamentos que complementam o que escrevo para o site.
Escolhi Varanasi na India para o fazer. É um lugar mágico, muito difícil descrever a atmosfera que se vive nas ruas e especialmente nos Ghat.
Mesmo que ninguém leia, a mim já me está a dar prazer só em escrever este primeiro post ao fim de tanto tempo. Penso que nunca o deveria ter deixado de fazer.
Espero que gostem!